Multa para motoristas flagrados pela Lei Seca terá aumento

A multa passará de R$ 1.915 para R$ 2.934,70

operação_lei_seca

Entre janeiro e setembro de 2016, 217 mil pessoas foram abordadas na Lei Seca / Reprodução Internet

A Operação Lei Seca terá uma punição mais severa aos motoristas que forem flagrados dirigindo embriagados ou que se recusarem a fazer o teste do bafômetro, a partir do dia 1º do próximo mês.

A multa que atualmente é de R$ 1.915, vai aumentar para R$ 2.934,70, no estado do Rio. Outra mudança na legislação de trânsito garante a suspensão da carteira de habilitação por 12 meses.

Outro ponto alterado pune com a perda de 7 pontos na carteira o motorista que estacionar indevidamente em vaga de idoso ou deficiente. Já o uso do celular durante a direção vai passar de infração média a gravíssima.

Taxa de mortes

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública e do Departamento Nacional de Trânsito, o número de mortes por veículos foi reduzido em aproximadamente 50% em 7 anos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o quarto país do mundo com o maior número de mortes em acidentes de trânsito por ano.

Atualmente, o país tenta atingir a redução de 50%, de casos fatais em acidentes viários no período de 2011 a 2020, meta estipulada pela ONU.

Entre janeiro e setembro de 2016, 217 mil pessoas foram abordadas na Lei Seca.

Nesse período, 9 mil e 800 motoristas foram flagrados embriagados, número equivalente a 4,5% dos condutores abordados.

 

Fonte: Band | UOL