Moradores tentam cessão da Praça da Comlurb para revitalizar área

Praça Comlurb
Uma praça na região central do Recreio, entre a Rua Murilo de Araújo e a Avenida Genaro de Carvalho, há anos é ocupada por ônibus e máquinas da Comlurb. O lote, público, também abriga a sede da Associação de Moradores do Recreio (Amor), que deseja obter a cessão do terreno para revitalizá-lo e transformá-lo em espaço de lazer.

Segundo o diretor social da Amor, Milton Raeli, a reforma da Praça da Comlurb, como é chamada, será a sua principal bandeira em 2016:

— O primeiro passo é conseguir a cessão do terreno. Depois, vamos buscar a parceria de uma construtora. Queremos fazer como a Câmara Comunitária da Barra, e construir um anfiteatro ou uma biblioteca pública — diz Raeli, referindo-se ao fato de a entidade ter construído sua sede, com a ajuda de uma construtora, num terreno cedido pela prefeitura.

O desejo não é exclusividade de Raeli. Muitos moradores que passam pelo local reclamam do estado deteriorado da praça, com muita lama e grades quebradas.

— Já passou da hora de a Comlurb sair de lá. Até para ela seria melhor um espaço mais apropriado. Não houve contato oficial, mas informalmente os técnicos nos dizem que o local é pequeno para eles. Estamos buscando ajuda da subprefeitura para resolver a questão — diz.

Já a Comlurb explica que a unidade na praça é considerada “estratégica para logística de operação”, e que ela existe desde 2005, servindo de apoio a 207 garis que atuam na limpeza de Recreio, Vargens, Prainha e Grumari. A companhia destaca que no momento não há outro espaço para operação semelhante e que uma possível desocupação depende de decisão da prefeitura.

A subprefeitura da Barra e Jacarepaguá, por sua vez, afirmou que se reunirá com a Amor para estudar soluções.

 

Fonte: O Globo

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =