Moradores do Recreio reivindicam polícia montada e base do Grupamento Aéreo

Moradores do Recreio reivindicam polícia montada e base do Grupamento Aéreo

Experiência realizada antes da Rio-2016 foi elogiada

Moradores do Recreio reivindicam polícia montada e base do Grupamento Aéreo

Localização. A sede do Regimento de Cavalaria, em Campo Grande: boa experiência no Recreio, na Rio-2016 – Paula Giolito/22-7-2013 / Agência O Globo

Uma experiência com cavalos, vivida pouco antes dos Jogos Olímpicos, ainda desperta um certo saudosismo nos moradores do Recreio. Naquele período, as ruas do bairro receberam patrulhamento especial, executado pelo Regimento de Cavalaria Enyr Cony dos Santos (RCECS). E, desde o mês passado, a Câmara Comunitária do Recreio e das Vargens (CCRV) se mobiliza pela volta dos agentes e dos animais às ruas do bairro. A entidade também reinvidica uma base do Grupamento Aéreo da PM.

Presidente da CCRV, o administrador William Nogueira entende que o Recreio tem características favoráveis ao patrulhamento com cavalos, e que a localização do RCECS, instalado em Campo Grande, torna a operação mais simples para os agentes do que nas demais localidades da cidade e até mesmo do estado.

— Temos aqui ruas longas e arborizadas, o que é favorável aos animais, e estamos na Zona Oeste, bem próximos ao regimento. Assim, fica mais simples trazer os animais para cá, e não há estresse. No período em que esse patrulhamento funcionou aqui, até abril do ano passado, os índices de roubos e furtos foram reduzidos. A presença da PM intimida os meliantes — afirma.

Comandante do 31º BPM (Recreio), o tenente-coronel Sérgio Schalioni é um dos entusiastas da proposta da CCRV, que aguarda a aprovação do Estado Maior da Polícia Militar.

— Seria muito bom, porque geraria um aumento de efetivo. Afinal, sabemos que, pela situação do estado, não há formação de novos agentes e não teremos um aumento de pessoal tão cedo — pondera. — E os policiais e os cavalos chegam com duas viaturas de apoio.

Outro pedido da CCRV é a alocação de uma base do Grupamento Aéreo da PM, com helicópteros, no Recreio. Segundo Nogueira, a questão foi alinhada com o comando do 31º BPM, e depende de cessão de terreno por parte da prefeitura:

— Eles fariam o patrulhamento aéreo, e, em parceria com a Secretaria de Ambiente, haveria patrulhamento ambiental. É preciso ter um espaço grande para isso, então pedimos cessão de terrenos públicos à prefeitura. Vamos realizar um evento para apresentar o projeto.

A PM informa que seu setor de planejamento operacional está analisando a demanda

Fonte: O Globo