Policial Internacional, criado para a Olimpiada Rio-2016 Capa

Após a Olimpíada, cidade do Rio herdará centro de inteligência

Legado conta com cerca de três mil câmeras e dois helicópteros

Policial Internacional, criado para a Olimpiada Rio-2016 - Leo Martins - Agência O Globo
Instalado em amplas salas no quarto andar do prédio da Polícia Federal, na Praça Mauá, o Centro de Cooperação de Polícia Internacional (CCPI), onde 250 agentes estrangeiros de 55 países trabalharam integrados com policiais federais brasileiros durante os Jogos, permanecerá funcionando com outro formato na segurança do Rio. O local deverá ser transformado num centro de inteligência para combater criminosos brasileiros e internacionais, tráfico de drogas e contrabando de armas. Ações que deverão ser realizadas em conjunto com outros estados e até países.

O anúncio foi feito pelos delegados federal Fábio Alceu Mertens e Valdecy Urquiza Júnior, da PF de Brasília, que estão no Rio trabalhando na coordenação do CCPI.

— Queremos deixar o espaço de legado. Ele será a base de um grupo de policiais da inteligência e da Interpol brasileira — afirmou Fábio Mertens.

Não será o único legado que a segurança dos Jogos, que mobilizou mais de 85 mil homens, deixará para o estado. Durante os últimos anos, a Secretaria de Segurança do Rio recebeu dois helicópteros, além de carros novos e dezenas de equipamentos (como os balões de monitoramento usados pela Polícia Militar) comprados pelo governo federal. Somente em câmeras de monitoramento, a cidade viu o número quase dobrar: antes dos jogos eram 3.550, agora serão 6.200. Sem contar toda a estrutura do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, que funcionou na Copa e nos Jogos. O CICC ficará para sempre.

No balanço que fez nesta segunda-feira da Olimpíada, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, também garantiu que as Forças Armadas deixarão legado para o estado.

— Um deles é o trabalho integrado com os três eixos da segurança (Defesa, Segurança Pública e Inteligência) aplicado nos Jogos. A troca de informações será mantida na área de inteligência. Ela ficará como importante legado — afirmou o ministro.

Já o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, afirmou que um dos legados que o governo federal deixará depois dos Jogos do Rio será a criação de núcleos permanentes de inteligência e operações para combater o tráfico de drogas e armas e contrabando nas fronteiras brasileiras. Os núcleos funcionaram nos Jogos, mas serão permanentes. No início, serão instalados apenas em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, mas há planos de ampliação. Alexandre de Moraes disse que ações conjuntas deverão permanecer com o fim da Olimpíada.

INGLÊS ELOGIA COOPERAÇÃO

O agente inglês Frank Dick, de 57 anos, da Agência Nacional de Combate ao Crime (National Crime Agency, NCA, na sigla em inglês), elogiou o trabalho da Polícia Federal durante os Jogos, considerado excelente por ele.

— O problema do Brasil é ser muito grande. Ter uma extensa fronteira, muitos aeroportos e inúmeros portos. O tamanho torna sua segurança muito complicada de ser executada. O controle das fronteiras é muito difícil, falho e cheio de buracos — afirma Frank.

O professor Leandro Piquet, do Instituto de Relações Internacionais (USP), e também atuando no Centro de Liderança Pública, em São Paulo, acredita que o que fica de legado é “o sistema de gestão integrado da segurança pública e da inteligência policial”.

— O hardware foi instalado, as salas e os equipamentos estão lá, mas o maior desafio é manter as rotinas e os processos de integração funcionando. Esse é o software que precisamos para realmente fazer diferença no futuro. É mais difícil do que parece. As rotinas e as trocas de informações entre os órgãos de segurança dos governos federal, estadual e dos municípios não funcionam em bases permanentes. Assim que foi encerrada a Copa, quase todos os centros integrados nas áreas de defesa, segurança pública e inteligência foram desmobilizados, e passaram a assumir um papel mais regionalizado ou local, para não dizer limitado, ou mesmo subutilizado na maioria dos casos — afirmou Leandro Piquet.

Para o professor Roberto Kant de Lima, coordenador do Instituto de Estudos Comparados em Administração de Conflitos e Pró-Reitor de Pesquisa da Universidade Federal Fluminense (UFF), lembrou que as pesquisas demonstram que a dificuldade “com o sistema de segurança pública e justiça criminal no Brasil é que ele não funciona como um sistema articulado”.

— São vários segmentos que atuam com lógicas distintas e se organizam corporativamente, competindo entre si. Em situações específicas, como operações conduzidas por forças-tarefas, ou ocasiões especiais, como a Copa do Mundo e a Olimpíada, decisões políticas instituem articulações entre esses segmentos, fazendo com que eles cooperem entre si, e o sistema opere com efetividade. Terminadas essas condições especiais, volta tudo ao normal — afirmou Kant.

Fonte: O Globo

Expresso Recreio+Mov

Frescão Recreio x Centro opera em parceria com o Clube de Vantagens

O Serviço de Transporte da Expresso Recreio já iniciou a operação em Barra Bonita, e já está oferecendo os descontos para os associados do Clube de Vantagens da Associação de 15% no valor da passagem. Os ônibus da Expresso Recreio que operam o com o Aplicativo MOOV, estão circulando pela Av Ailton Henrique da Costa e retornando pela mesma via. São ônibus exclusivos para quem utiliza o aplicativo, todos podem usar o aplicativo, independente de serem associados ou não, apenas os associados terão o desconto. Lembrando que para ter o acesso ao desconto, é necessário seguir os seguintes passos: Frescão Recreio x Centro opera em parceria com o Clube de Vantagens.

Fique ligado nos horários de saída e de retorno à Barra Bonita:

 

horarios-onibus

 

Confira essa e outras notícias no nosso Boletim Informativo.

Monitoramento por câmeras

Cabeamento chegando

Monitoramento por câmeras

A Associação Nova Barra está dando continuidade ao processo de instalação das câmeras de segurança e inicia no mês de setembro a primeira etapa do projeto que é a implementação do cabeamento de fibra óptica, em algumas ruas de Barra Bonita. O cabeamento é necessário para que as câmeras sejam interligadas e para que as imagens sejam armazenadas em nossos servidores. Esse projeto visa a implementação de câmeras para o monitoramento de Barra Bonita no período de 24 horas. Algumas mudanças serão necessárias no sistema de vigilância atual e a Associação informará em nossas redes sociais, site e demais canais de comunicação. Fiquem ligados.

 

Confira essa e outras notícias no nosso Boletim Informativo.

Ruas são bloqueadas para prova de ciclismo na Zona Oeste

Ruas são bloqueadas para prova de ciclismo na Zona Oeste

Agentes da CET-Rio orientam os motoristas na região

 

Ruas são bloqueadas para prova de ciclismo na Zona Oeste

Interdições na Grota Funda – Luiz Ernesto Magalhães / Agência O Globo

Devido à prova de ciclismo contrarrelógio, há interdições em vias da região do Pontal, na Barra da Tijuca, até a Barra de Guaratiba, na Zona Oeste do Rio. Os bloqueios tiveram início na última segunda-feira. Por volta das 7h30m desta quarta-feira foi interditada a Estrada Burle Max, em Barra de Guaratiba. No local, os cerca de 4 mil moradores só podem deixar a via a pé.

Nas demais vias bloqueadas, os moradores não poderão circular nem mesmo a pé. Segundo a CET-Rio foram feitas várias reuniões com eles para explicar a operação. Agentes da companhia orientam os motoristas na região.

O acesso à Serra da Grota Funda também foi bloqueado para a competição. O trânsito está sendo desviado para o Túnel da Gruta Funda. Outras vias entre o Recreio e a região de Guaratiba ficarão interditadas até 13h30m.

INTERDIÇÕES NO ENTORNO DO MARACANÃZINHO

Motoristas que circularem pela região do Maracanã, na Zona Norte do Rio, devem redobrar a atenção. Isso porque, de acordo com o Centro de Operações Rio (COR), da prefeitura, algumas vias na região foram interditadas nesta quarta-feira para a partida de vôlei feminino entre a seleção brasileira x Japão, a partir das 22h35m, no Maracanãzinho.

Foram bloqueadas as Avenida Professor Eurico Rabelo; Rua Visconde de Itamarati, entre a Rua São Francisco Xavier e a Avenida Professor Eurico Rabelo; Rua Isidro de Figueiredo, entre Rua São Francisco Xavier e a Avenida Professor Eurico Rabelo; Rua Artur Menezes; e Rua Conselheiro Olegário.

De acordo com a prefeitura, as interdições vão permacer até 1h desta quinta-feira.

 

Fonte: O Globo

Rio de Janeiro decreta feriado na próxima quinta-feira_capa

Rio de Janeiro decreta feriado na próxima quinta-feira

Quinta-feira é o primeiro dia em que a tocha olímpica percorrerá a cidade

Rio de Janeiro decreta feriado na próxima quinta-feira_capa

A prefeitura do Rio de Janeiro decretou que quinta-feira (4) também será feriado na cidade. A informação foi divulgada pelo prefeito Eduardo Paes, durante entrevista hoje (2). Quinta-feira é o primeiro dia em que a tocha olímpica percorrerá a cidade.

Além de quinta-feira, a prefeitura já tinha decretado três feriados municipais durante os Jogos Olímpicos: sexta-feira (5), dia da abertura dos Jogos; quinta (18), dia da competição de triatlo masculino; e segunda (22), dia de saída de turistas e delegações da cidade.

Fonte: Agência Brasil

mudanças no trânsito_capa

Rio 2016: o que muda no trânsito da cidade e nos serviços de transportes

Saiba a melhor forma de chegar aos parques olímpicos e estádios

Confira qual é a melhor forma de chegar aos locais de competição, onde estacionar, como circular pelo Rio e que ruas já estão ou ficarão interditadas durante os Jogos Olímpicos.

TRANSPORTES

mudanças no trânsito_01

Ônibus do BRT no Terminal Alvorada na Barra – Luiz Ackermann / Agência O Globo

Moradores do Rio poderão usar o bilhete único ou vale-transporte para a maior parte dos meios de transporte. O cartão permite fazer integração entre dois ônibus municipais, um ônibus e VLT ou um ônibus e BRT no período de duas horas e meia pagando apenas uma passagem. Na integração com o trem, o valor das duas passagens fica em R$ 6,60.

Já o cartão especial para o período dos Jogos será aceito em ônibus, metrô, BRT, VLT e trem, mas não em vans, barcas e frescões. São três valores que correspondem a períodos de tempo no qual o espectador pode usar quantas passagens forem necessárias: R$ 25 (1 dia), R$ 70 (3 dias), R$ 160 (7 dias). O tempo começa a contar a partir do primeiro embarque e vai até a 1h59 do dia seguinte. A compra poderá ser feita pela internet, com entrega nacional (sujeita à taxa), ou nos pontos de venda, como estações de metrô, BRT, trem, Rodoviária Novo Rio e aeroportos.

COMO IR ÀS COMPETIÇÕES

Veja qual é a melhor forma de ir aos locais de competições pelo Moovit ou pelo Trafi.

ÔNIBUS

Consulte as linhas pelo número ou nome.

BRT

O Transcarioca (Galeão-Alvorada) e o Transoeste (Santa Cruz-Alvorada) funcionam todos os dias durante 24 horas. (Veja mais informações sobre o BRT)

Desde 18 de julho, o Transolímpico é de uso exclusivo aos passageiros que tiverem o cartão Riocard Olímpico. Esse BRT tem sete paradas funcionando durante os Jogos. São elas: Vila Militar, São José de Magalhães Bastos, Marechal Fontenelle, Morro do Outeiro, Riocentro, Olof Palme e Recreio.

BARCAS

As barcas vão navegar com velocidade reduzida em determinados horários e trechos das viagens durante os Jogos Olímipicos e Paralímpicos. O planejamento prevê também a alteração na rota das linhas do transporte aquaviário durante o período mencionado, o que poderá gerar alteração no tempo previsto de percurso e, consequentemente, nos horários de partida. (Confira as estações e os horários)

As interdições na Baía de Guanabara acontecerão até 19 de agosto, no trecho compreendido do sul da Ponte Rio-Niterói às proximidades da Ilha Rasa. Já durante a Paralimpíada, o período de mudanças será entre 31 de agosto e 17 de setembro, e a região com restrições será da cabeceira norte do Aeroporto Santos Dumont às proximidades da Boca da Barra. Sempre que houver impacto na operação, os passageiros serão comunicados através do sistema de som das estações e das embarcações. As mudanças valerão sempre das 11h às 18h.

TRENS

O sistema ferroviário conta com estações situadas próximas aos locais das competições. A partir do dia 3 de agosto a SuperVia iniciará o planejamento especial dos ramais Deodoro, Santa Cruz e Japeri para os Jogos Olímpicos. Além de serem os ramais por onde circularão os espectadores, concentram a maior parcela do público do dia a dia. A concessionária estima que cerca de 70% das pessoas que forem assistir às competições no Complexo de Deodoro e no Estádio Olímpico (Engenhão) utilizem os trens do Rio.

A principal medida implementada nos dias úteis será a redução dos intervalos de operação, mesmo fora dos horários de pico. No ramal Deodoro haverá redução de 4 minutos no intervalo entre os trens, ou seja, desde o início da operação até as 20h, o ramal funcionará com intervalo de 6 minutos. Já o ramal Santa Cruz terá intervalos de 8 minutos entre 8h e 20h (antes era de 16 minutos). O intervalo médio do ramal Japeri será mantido em 16 minutos e serão inseridas viagens extras, conforme demanda.

Nos locais onde estiverem acontecendo competições também haverá trens disponíveis ao público após o término da operação comercial partindo das estações próximas. Aos fins de semana e nos feriados, a concessionária acrescentará viagens à operação.

Confira os horários dos trens e outras informações no site especial da olimpíada da Supervia.

METRÔ

A Linha 1 opera das 5h à 1h30m e a Linha 2 das 5h à meia-noite nos dias úteis. Nos fins de semana, a Linha 1 funciona das 6h30m à 1h30m e a Linha 2 das 7h à meia-noite. No dia 14 de agosto, as linhas 1 e 2 funcionarão com horário de dia útil.

A Linha 4 do metrô vai funcionar desde esta segunda-feira (1º de agosto) até 21 de agosto para atender o público que for assistir às competições, as pessoas credenciadas (incluindo quem vai trabalhar nas arenas), a imprensa e os outros integrantes da família olímpica. O horário será variável. Nos primeiros dias, o serviço será aberto das 6h às 23h. Em 5 de agosto (feriado, dia da abertura do evento), vai comçar a operar às 7h e até as 2h do dia 6 de agosto. A partir de então, na maioria dos dias, a Linha 4 ficará aberta das 6h até 1h ou 2h do dia seguinte, para atender os espectadores das diferentes competições.

A estimativa é que o total de usuários, no serviço olímpico, chegue a 60 mil por dia — 20% do público que o sistema deve receber quando estiver operando em plena capacidade (300 mil passageiros diariamente). Entre 22 de agosto e 6 de setembro, a operação será suspensa para ajustes operacionais. Os serviços serão retomados, ainda com acesso limitado, entre 7 e 18 de setembro, durante a Paralimpíada.

A partir de 19 de setembro, o metrô começa a operar para o público em geral, mas em períodos limitados. Inicialmente, os trens vão rodar apenas das 11 às 15h, ampliando o horário de funcionamento até passar a operar na mesma faixa das Linhas 1 e 2 até o fim do ano. Na fase atual, sem o sistema de piloto automático, a estimativa é que a viagem entre Ipanema e Barra leve 13 minutos.

No período de operação restrita (voltada para os Jogos), o metrô vai manter um sistema de controle rígido. A viagem durante a Olimpíada exigirá uma baldeação na parte ampliada da Estação General Osório (Ipanema), onde o usuário, obrigatoriamente, terá que embarcar numa plataforma diferente para seguir até o Jardim Oceânico. Ali, seguranças vão cobrar a apresentação do ingresso e do tíquete olímpico. Nas demais paradas da Linha 4, o controle será feito antes de o usuário entrar nas estações.

 

 

Leia a matéria na íntegra no site do jornal O Globo.

 

Fonte: O Globo

PROBLEMAS COM A ÁGUA_capa

PROBLEMAS COM A ÁGUA – Resposta da Cedae

Segue resposta enviada sobre a demanda da qualidade da água na região da Barra:

A Cedae colocou recentemente em carga o novo sistema de reforço do abastecimento desta região. Neste sábado, mais uma tubulação foi interligada a este sistema e colocada em carga. Como comumente ocorre em tubulações novas, ao entrar em carga com água vinda de reservatório também novo, como é o caso, pode haver pequena alteração na turbidez. Técnicos identificaram e corrigiram a situação. Foram abertas descargas ao longo da rede para eliminar a água turva e a situação já está normalizada. A água não está contaminada. A situação é isolada e não tem relação com a Vila dos Atletas, onde o abastecimento está normal, de acordo com análise dos técnicos.

Imóveis cujos moradores ainda tiverem reclamação quanto à turbidez da água serão vistoriados, mas, adiantamos que isto pode estar ocorrendo devido ao acondicionamento da água recebida neste fim de semana e armazenada em cisternas/caixas d´água.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA CEDAE – ACOM
Tel.: 2332-3901 / 2332-3788
Site: www.cedae.com.br

PROBLEMAS COM A ÁGUA_capa

ATENÇÃO MORADORES – PROBLEMAS COM A ÁGUA

20160801_PROBLEMAS COM A ÁGUA