Prainha e Grumari terão acesso controlado a partir deste fim de semana

A Subprefeitura da Barra e Jacarepaguá informa que, tendo em vista a preservação ambiental e o aumento da procura pelas praias da Prainha e Grumari, a partir deste sábado (12/12) o acesso de carros passará a ser controlado, no horário de 7h às 19h, com o fechamento dos acessos das 9h às 15h ou assim que a capacidade de vagas tiver sido atingida. O objetivo é preservar a praia, manter a orla sem irregularidades, com responsabilidade ambiental e cumprindo as determinações da certificação internacional que deu a Bandeira Azul ao Parque Natural da Prainha.

A recomendação é que os banhistas cheguem cedo. O acesso será limitado apenas em relação ao número de veículos que poderão ter acesso ao estacionamento, ciclistas e pedestres terão livre acesso.

O subprefeito Alex Costa explica que esse controle acontecerá durante todo o período de verão, nos mesmos moldes das operações em anos anteriores. Sábados, domingos e feriados, o acesso de carros à Prainha e Grumari será fechado assim que a capacidade do estacionamento (que é de aproximadamente 800 veículos, 200 na Prainha e 600 em Grumari) tiver sido atingida, com controle nos principais acessos das 7h às 19h. Os acessos serão controlados e fechados na Avenida Estado da Guanabara x Estrada do Pontal e na Estrada de Grumari x Estrada Roberto Burle Marx, em caso de total ocupação das vagas de estacionamento oferecidas em áreas definidas.

Quatro painéis móveis orientarão os motoristas nos principais acessos: na Avenida das Américas, no cruzamento com a Estrada Vereador Alceu de Carvalho; na Estrada do Pontal, na Estrada da Guanabara e na Estrada Burle Marx.

Além do controle de carros e pessoas também será reforçada a vigilância a ambulantes, distribuição de produtos ou práticas ilegais na praia, como churrasco, venda de bebidas em garrafas de vidro, ou práticas esportivas como frescobol. Vale lembrar que festas, em estilo lual, com música e tochas na areia, não são permitidas e também serão alvo de fiscalização.

A operação conta com o apoio da Guarda Municipal, CET-Rio, Comlurb, Seop e SMAC.

Hasteamento da Bandeira Azul 2015/2016

Neste sábado, às 10 horas, o subprefeito Alex Costa estará na Prainha para dar início à Operação Verão e para hasteamento da Bandeira Azul para a temporada 2015/2016. A Prainha manteve a certificação internacional, que garante a qualidade da água, areia e todo o ambiente em volta. A bandeira azul foi dada pela primeira vez à Prainha em 2012 e desde então a Prefeitura tem mantido o padrão exigido pela organização internacional.

Este ano, por intermédio do subprefeito da Barra e Jacarepaguá, Alex Costa, foi executada a obra de recuperação da estrutura da passarela de pedestres e colocadas grades de proteção nesse caminho. Essa obra era uma das exigências dos organizadores para manter a certificação da Bandeira Azul.

– Muito feliz com essa indicação e por ter contribuído para que a Prainha mantivesse essa certificação – resumiu Alex Costa ao saber da confirmação do selo, mais uma temporada.

Fonte: Jornal da Barra

Manutenção das áreas verdes do bairro

A Associação Nova Barra Bonita continua cuidando das áreas verdes do nosso bairro, como a praça e  canteiros centrais. A contribuição dos condomínios associados se transforma em benefícios para todos.

jardinagem foto 01

jardinagem foto 02

jardinagem foto 03

jardinagem foto 04

jardinagem foto 05

jardinagem foto 06

Planejamento semanal – Jardinagem

 

Segunda 07/12

a

Sexta 11/12

 

Corte de grama da praça e varredura.

 

Obs: Planejamento pode ser alterado conforme necessidade e mudança de tempo.

Horário dos jardineiros

Entrada: 08h

Almoço: 12h às 13h

Café: 15h ás 15:15h

Saída: 17h

 

Manutenção das áreas verdes do bairro

A Associação Nova Barra Bonita continua cuidando das áreas verdes do nosso bairro, como a praça e  canteiros centrais. A contribuição dos condomínios associados se transforma em benefícios para todos.

 

Cuidados das áreas verdes do bairro

CPFs passam a ser emitido nas certidões de crianças em todo o estado

O número é válido em todo território nacional

Quando o servidor público Mário Jorge da Cunha, 34, resolveu tirar o CPF, aos 16 anos, foi um suplício. O documento demorou mais de um mês para ficar pronto e ele quase perdeu uma oportunidade de emprego. A partir do seu filho Emanuel, nascido ontem, nenhuma criança passará mais por isso no Estado do Rio. O número válido em todo território nacional está sendo emitido com a certidão de nascimento.

O menino é o primeiro bebê a ter CPF no Rio, segundo no país. “O Emanuel é um precursor”, diz Jorge, orgulhoso do primeiro filho, que nasceu na Maternidade Perinatal de Laranjeiras na segunda-feira. A unidade foi escolhida para simbolizar a parceria entre a Receita Federal e Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Rio de Janeiro (Arpen-RJ).

Para Priscilla Milhomem, registradora e presidente da Arpen-RJ, a medida é necessária e dá aos recém-nascidos um documento essencial. “O CPF é um documento básico para o exercício da cidadania”, diz ela, que acredita que até o fim de janeiro os 178 cartórios e as 55 unidades interligadas (localizadas em maternidades) do estado já estejam com o sistema. Segundo a Receita Federal, além do Estado do Rio, o sistema já está em funcionamento em São Paulo.

Para Priscilla, a nova funcionalidade não gerará custos extras para os cartórios, uma vez que eles apenas precisarão atualizar seus programas. “É rápido e fácil, em segundos o número de CPF é gerado”, afirma ela que crê que o novo sistema ajude a evitar fraudes. “É um instrumento para combater furtos e gera economia aos serviços públicos”, aponta Priscilla, que lembra que o CPF na certidão de nascimento facilitará ainda os casos de pessoas com o mesmo nome.
 

Segundo Manoel de Carvalho, diretor da Perinatal, a medida já deveria ter sido tomada antes para evitar a burocracia. “A pessoa passa a ser cidadã ao nascer. É uma medida que beneficia todo mundo”, aponta Manoel. Para o casal Katharina, 29, e Bruno Nogueira, 33, que registrou o filho Levi ontem na Perinatal, o documento vai facilitar a vida de todos. “Precisávamos do CPF para o plano de saúde”, diz Bruno.

 

Fonte: O Dia

Big Brother para combater o crime

A central de monitoramento será instalada na área de um centro comercial, em espaço cedido em comodato, e será operada de forma 100% privada

Foi acertada na última sexta a instalação de uma megaestrutura de monitoramento que integrará todas as câmeras de vigilância pré-instaladas em shoppings, condomínios, hotéis e, algumas, em lugares públicos. Entidades como a Câmara Comunitária, Barra Alerta, Associação Hoteleira, além de diversas associações de moradores e comerciais, resolveram reagir contra a passividade do poder público e se mobilizaram para combater a onda de violência que assola o bairro. A criminalidade aumentou com a migração de criminosos após a implantação das UPPs.

A central de monitoramento será instalada na área de um centro comercial, em espaço cedido em comodato, e será operada de forma 100% privada. Uma ONG está sendo criada, formada pelos presidentes das entidades. Todas as decisões serão tomadas de forma colegiada. A central receberá imagens de câmeras públicas e privadas, totalizando mais de 100 pontos de visualização na Barra e no Recreio.

Uma verdadeira federação de entes privados. O investimento inicial e o primeiro ano de manutenção já estão assegurados por dois patrocinadores. O primeiro aporte é de R$ 500 mil em equipamentos e custo de instalação. O plano inclui o aumento do número de câmeras mensalmente.
Este monitoramento alimentará com informações as polícias Civil e Militar, com funcionamento integrado 24 horas.

O Governador Luiz Fernando Pezão já foi informado da criação desta central e delegou ao Chefe da Casa Civil e ao procurador Leonardo Espíndola a tarefa de fazer a integração do setor de segurança com as entidades. A Barra cresceu com a mobilização histórica da sociedade civil organizada. O sucesso da Península, um bairro auto-suficiente na privatização de serviços comunitários serviu como exemplo.

 

Veja a matéria na íntegra no site do jornal O Dia.

Policiais atletas na região

Enquanto a operação ao estilo Lapa Presente começa no Aterro do Flamengo, Méier e Lagoa com cerca de 130 agentes (Segurança Presente), por aqui o comandante do 31 BPM, Sérgio Schialoni, não perdeu tempo e se antecipou a possível implantação do sistema por aqui e e criou um ciclopatrulhamento com 4 policiais em 4 bicicletas, sendo uma dupla no Recreio e outra na Barra. Os policiais são super atletas já que precisam de um condicionamento físico pra lá de olímpico já que chegam a percorrer por dia 50 KM. Não chegam a ser um Ironman mas poderiam ser Ironcops (policiais de ferro) num trocadilho infame com a língua e com a situação. O tenente Vittorini gentilmente nos recebeu no batalhão do Recreio e informou que aqui na região percorrem áreas com manchas criminais em que esse tipo de policiamento ostensivo deve atuar. Por aqui, eles passam nas Américas, Genaro de Carvalho, Gilka Machado, Guiomar de Novaes, Sérgio Franco Soares e Barra Bonita. Já na Barra, eles passam pela praça Pimentinha, Américas e Lúcio Costa até o Posto 3 . O oficial comentou:

__A ideia é tentar diminuir os índices de delitos de rua de acordo com dados do ISP e do próprio Batalhão. Novas duplas estão sendo formadas e isso já já a população vai poder ver. Eles estão num processo de capacitação porque não é qualquer um que pode andar 50 km por dia — finaliza.

O batalhão recebeu 35 policias no mês passado e vai ganhar ainda esse mês mais 14 motocicletas.

 

Ciclopatrulhamento - foto-01

Ciclopatrulhamento - foto-02

Ciclopatrulhamento - foto-03

Fonte: Jornal do Recreio